Páginas

19 de outubro de 2008

O Botega e a Florega


Quando fui para Tubarão, prospectar uma possível conta, mal sabia que iria encontrar um italiano de marca maior, o Seu Zé Botega. Eu deveria convencê-lo, antes de mais nada, que não iria tirar nenhum "pedido de publicidade", pois era assim que ele via todo e qualquer publicitário.
Sabe cumé? Dois italianos dá uma parada dura. Já de cara sapequei: caso não aumentasse as vendas de suas lojas em três meses, não precisava pagar nada! E selei o acordo com um soco na mesa. Um segundo após o ato, reparei que a mesa tinha uma proteção de VIDRO! Foi o segundo mais dramático da minha vida. Olho no olho, o vidro resistiu, o Seu Zé apertou minha mão, as vendas subiram, criei a Florega e até hoje somos amigos! (Sempre que lembro esta história me dá um frio na barriga...)

Nenhum comentário: