Páginas

24 de outubro de 2008

Quase náufrago em Camboriú

Não é montagem, não! Isso aí atrás do barco É Balneário Camboriú e estamos numa lancha PIFADA, ao sabor das ondas levantadas pelo vendaval-surpresa. Afinal, sem aventura a coisa fica meio sem graça... Mas não precisava exagerar, sei.
Bom, estava tudo calmo, a lancha da Guarda Costeira abastecida, a navegação pelos entornos de Balneário Camboriú transcorria muito bem, as fotos para a inauguração do Super Imperatriz seriam entregues a tempo.
Resolvi tirar algumas chapas com a Ilhota em primeiro plano, quando um ventinho meio safado começa a bater do sul. O piloto avisou que seria bom voltar, o que concordei imediatamente. Acontece que o motor parou e dá-lhe puxar cordinha e nada; abre aqui, abre ali e o vento vai engrossando e a gente vai se aproximando das pedras e a coisa vai ficando verde, cinza, marrom e as pedras vão aumentando de tamanho junto com o vento e onda daqui e onda de lá e guarda equipamento... e agora?!? A sorte foi ter encontrado este barco aí, que estava de passagem, viu que a coisa estava BEM feia, deu meia volta e laçou a gente pelo e.

Nenhum comentário: