Páginas

22 de setembro de 2010

Dona Dirma e Seu Doca do Santinho

Essa foto já tem mais de dez anos, fiz em cromo 35mm e a história que envolve esse encontro é bacana.
Chegamos assim, eu e a Gabi, como quem não quer nada, como sempre andando pelaí, procurando ter o que contar um dia, juntando lembranças.

Lá pelos cantos entre o Santinho e os Ingleses, na Ilha de Santa Catarina, atravessamos as dunas e demos de cara com o Seu Doca e a Dona Dirma, que chegava naquele instante trazendo um agrado pro seu marido. Acontece que era a primeira vez que a Dona Dirma se achegava por aquelas bandas, pra ver a lida do marido e a gente estava por lá também.

Conversamos um bocado e soubemos dos tipos de aviso da chegada de um cardume, da tática para enxergar o peixe, da maneira de ficar por ali sapiando o mar e não perder a ideia, o rumo, de tanto mirar a água, o sol e o horizonte.
Seu Doca é olheiro há muito tempo e Dona Dirma faz renda de bilro enquanto isso.


Demorou, mas escaneei o slide agorinha e a ideia é levar uma cópia em papel pros dois, em breve. Depois, conto o resultado.

Nenhum comentário: