Páginas

27 de abril de 2011

Tirivas no Itacorubi

Desconfiadas, como sempre, tomam água no poste de iluminação pública do Condomínio Itacorubi.

16 de abril de 2011

Aves da Reserva no Avistar


O 6º Encontro Brasileiro de Observação de Aves - AVISTAR2011, acontece nos dias 13, 14 e 15 de maio no Parque Villa-Lobos em São Paulo e oferece palestras, mini-cursos, oficinas, observação de aves para inciantes. 


Os Cartazes de Aves da Floresta Atlântica estarão no Avistar, mostrando as belezuras da Reserva Rio das Furnas.

1 de abril de 2011

Chopim, vira-bosta ou marido de professora?

Gnorimopsar chopi - Photo © renato rizzaro
No primeiro dia de março aconteceu uma conversa animada sobre o Chopim.
Fomos convidados para a entrega dos banners para os parceiros do site Capital das Nascentes, na sede do Lions de Alfredo Wagner. Após o jantar, oferecemos um Cartaz de Aves ao Lions e, conversa vai, conversa vem, levantou-se um papo sobre o Chopim, que seria uma ave diferente do Vira-bosta e que este faria ninho enquanto o outro seria o parasita. Êpa, eu disse, tem vez que o nome popular confunde. No caso são espécies diferentes com um hábito e um nome em comum.

 
O Chopim (Molothrus bonariensis) também conhecido como Gaudério, Maria-preta, Iraúna, Azulão, Anu, Parasita, Papa-arroz, Engana-tico, Grumará, pertence a família Icteridea, parente do Tecelão e do Pássaro-preto (Gnorimopsar chopi), muito parecido com o Chopim, porém maior, de cor preta aveludada enquanto o primeiro é preto-azulado. O Pássaro-preto (Graúna, Chupão, Arranca-milho), nidifica em ocos, mourões ou ninhos abandonados de João-de-barro e Pica-pau. Choca e cria seus filhotes, diferente do Chopim que bota nos ninhos alheios, parasita, principalmente o Tico-tico.

 
Agora, tanto o Chopim, quanto o Pássaro-preto gostam de remexer nos excrementos de gado, vindo daí o nome comum aos dois: Vira-bosta. Está feita a confusão!

 
Os chopins são polígamos  e estão entre os pássaros de vozes mais melodiosas do Brasil.
Exalam cheiro tipico, semelhante ao da barata. Isso atrai moscas parasitas desde cedo.
Por causarem danos em arrozais e milharais são mal vistos. Mas para isso tem solução: podem ser afugentados pela irradiação de seus gritos de alarme utilizando-se alto-falantes com sensores espalhados pela plantação. 

 
E o marido da professora, onde entra na conversa?
Teve uma época em que as professoras ganhavam bem e os maridos malandros e preguiçosos foram apelidados de chopim. Até os trabalhadores acabavam ganhando o tal apelido, por tabela. 

 
Tem hora que até o povo se confunde...


Fonte: Helmuth Sick